quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

DIOVVANI MENDONÇA

QUEM É DIOVVANI MENDONÇA

Diovvani Mendonça é compositor, músico e gestor cultural. Natural de Belo Horizonte. Em sua biografia constam apresentações em saraus, palestras de cunho ecológico, oficinas de poesia, participações em publicações, projetos culturais, gravação de Lp’s e Cd’s. Além da manutenção de blogs voltados para a literatura, esteve à frente da organização do "1º Viva Poesia, Poesia Viva" na cidade de Contagem/MG. Idealizou o projeto “Pão e Poesia”, cuja iniciativa é a de promover a poesia no âmbito da cotidianidade, divulgando poemas de diversos autores em embalagens de pão. Viabilizou uma extensão deste projeto em formato educativo, sendo este o "Pão e Poesia na Escola" (realizado em escolas de Belo Horizonte, Betim, Contagem, Esmeraldas, Lagoa Santa e Cotia - SP).


PUBLICAÇÕES

* Trilhas - coletânea de autores blogueiros (poesia) / 2007.

* Revista Eletrônica Diversos Afins - 14ª leva / Out/2007

* ARTE EM MOVIMENTO - Mostra de talentos de Contagem / catálogo 2007-2008.

* Pontos Cardeais (poesia) Encontro Literário / 2008.

* “Pão e Poesia” (poesia) / 2008-2009.

* Ziar (poesia) / 2008 (emb.1kg com o poema Ziar p/distribuição de sementes de Moringa)

* ME Especial nº 71 (poesia) / ano 18, 3º semestre / 2008.

* Antologia Folhas Verdes (edições Tela e Texto, Org. Lucas Maroca, Rejane H.C. Lage Neves e Maria Antonieta Pereira, FALE/UFMG, BH, MG, 2008)


CONTATO: diovvani@yahoo.com.br


CONHEÇA O TRABALHO DO AUTOR

Creia-me

se Freud até hoje não lhe explicou
aquela velha canção do Zé - deixe estar
há certas coisas que após entendidas
necessitam de muito mais explicações
e perdem o mistério a graça e o encanto diante da revelação.

O bom é não ser absoluto profundo
bom é ser raso e solto no mundo.
O bom é não ser imã de geladeira
bom é não marcar bobeira
não se colar em nada, nada, nada, nada...

Creia-me
tudo passa
tudo gira na órbita do transitório
passa o carro, passa o moto-boy, passa o avião
e sei que vai passar até o porre dessa cachaça.
Passa macaco, passa o papagaio, passa o gavião
e sei que vai passar até o ar - dessa graça.

O que ainda não passou
é porque a flecha do esquecimento
está atravessando o tempo
rumo ao alvo onde tudo é nada,
onde nada é tudo.
Tudo, nada; nada, tudo no infinito mistério.

Creia-me
se Nietzsche passou se Lennon passou
se Jobim passou
se Torquato, Ana Cristina, Leminski,
Witman, dos Anjos, Maiakoviski
se Wally, não está mais aqui...
Se passou até o profeta Gentileza
se tantos outros também passaram:

condeno-me então
a desaparecer no salto mortal
entre um segundo e outro
na fumaça da pólvora
na poeira do esquecimento.”



2 comentários:

faridah disse...

Selamat malam..boleh kenalan?,Please comment tohttp://zrooglepic.blogspot.com

Anônimo disse...

parabens pelo blog...
Na musica country VIRGINIA DE MAURO a LULLY de BETO CARRERO vem fazendo o maior sucesso com seu CD MUNDO ENCANTADO em homenagem ao Parque Temático em PENHA/SC. Asssistam no YOUTUBE sessão TRAPINHASTUBE, musicas como: CAVALEIRO DA VITÓRIA, MEU PADRINHO BETO CARRERO, ENTRE OUTRAS...
é o sonho eterno de BETO CARRERO e a mão de DEUS.